Tuesday is so slow

Olá olá

Tudo bem?

Parece que depois da chatice intríseca  à segunda, vem a terça devagar e devagar….

A quarta na maioria das vezes me é um dia cheio, e meio chato –  no qual  se tem que começar a dar um gás  nas coisas porque o fim da semana está vindo..e normalmente repleto de esperança e coisas boas… = )

Como já diria The cure naquela música MARA :

“Monday’s blue
Tuesday’s grey and Wednesday too
Thursday I don’t care about you
It’s Friday I’m in love”

E assim por ser terça,  um dos motivos pelo qual escolhi essa música para o TSD de hoje, ela é uma música leve, agradavel e pra mim atemporal (ressaltando que é de 1967)…

Eu concordo bastante com o comment de um crítico que a incluiu num livro chamado “Rock n Roll the 100 best singles:  “

“I was going to say this is a song about sex, and it is, but its also song about youth and growing up, and memories, and it’s also — very much and very wonderfully — a song about singing.”

Trecho legal  da letra:

“So hard to find my way
Now that I’m all on my own
I saw you just the other day
My, you have grown

Cast my memory back there Lord
Sometimes I’m overcome thinkin’ ‘bout it
Makin’ love in the green grass…behind the stadium – Im with you!” 

Nessa música eu curto ter meus olhos castanhos = )

– Música recomendada para:

fazer aquele bolo no café da tarde, dias ensolarados, viagens em família.. dançar de meia pela sala e CANTAR!

– Legal ouvir em/no:

em casa de maneira despretensiosa, comendo brigadeiro de colher! = D

-Sobre a música/banda:

Como eu tinha comentado lá em cima, essa música é de 1967, e nesse ano a música foi censurada na seguinte parte “making love in the green grass….” haha bizarro, não é?,    considerado na época extremamente picante para ser tocado nas rádios, sendo substituída pela frase “laughin’ and a-runnin’, hey hey”.

O que eles diriam do “sou foda” uh? hehe

Essa música embora não tão conhecida pela maioria de nós jovens, ainda mais tanto tempo depois ganhou mtos e mtos prêmios… e diz minha mãe ficou conhecida na cena legal em que a Julia Roberts aparece dançando ao som dela, no filme Dormindo com o inimigo.

Bom.. por hoje me voy! Até amanhã!

PS: Com relação ao trecho “so hard to find my way” termino com uma frase do escritor americano Robert Frost:

“Duas estradas separavam-se em uma floresta, e eu / Eu escolhi a menos percorrida, / E isto fez toda a diferença”.

Publicado em julho 20, 2011, em Cultura, Música, Música pelo mundo e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: