Cause, I built a home for you, for me

Hey!

O TSd de hoje está meio romântico.. mas de uma forma diferente, meio triste.. mas não de depressão, não de fim de relacionamentos… mas parece mais uma música sobre a grandiosidade do amor… e a fragilidade e  efemeridade da vida.

= (

^^

No TSD de hoje: The Cinematic Orchestra

Trecho legal da letra:

Hoje coloquei a letra inteira pois é tão bonita!!!!

To Build A Home

There is a house built out of stone
Wooden floors, walls and window sills…
Tables and chairs worn by all of the dust…
This is a place where I don’t feel alone
This is a place where I feel at home…
Cause, I built a home
for you
for me
Until it disappeared
from me
from you
And now, it’s time to leave and turn to dust…
Out in the garden where we planted the seeds
There is a tree as old as me
Branches were sewn by the color of green
Ground had arose and passed it’s knees
By the cracks of the skin I climbed to the top
I climbed the tree to see the world
When the gusts came around to blow me down
I held on as tightly as you held onto me
I held on as tightly as you held onto me…
Cause, I built a home
for you
for me
Until it disappeared
from me
from you
And now, it’s time to leave and turn to dust…

Construir Uma Casa

Há uma casa construída nas pedras
Com chão de madeira, paredes e janelas
Mesas e cadeiras vestidas todas de poeira
Esse é um lugar em que eu não me sinto sozinho
Esse é um lugar onde eu me sinto em casa
Porque, construí uma casa
Para você
Para mim
Até desaparcer
De você
De mim
E agora, é tempo de partir e deixar  tornar-se  pó…
Lá fora no jardim onde plantamos as sementes
Há uma árvore tão velha como eu
Ramos foram cosidos pela cor do verde
A terra havia se levantado e passou-me dos joelhos
Pelas ranhuras da pele, decidi subir ao topo
Subi ao topo da árvore para ver o mundo
Quando as rajadas de vento chegaram para me mandarem abaixo
Segurei-me firmemente a ti, como me seguras-te a mim
Segurei-me firmemente a ti, como me seguras-te a mim
Porque, construí uma casa
Para você
Para mim
Até desaparecer
De você
De mim
E agora, é tempo de partir e deixar tornar-se pó

 

Música recomendada para:

Pensar em alguém em quem gostariamos (ou vamos) passar nossos breves porém eternos momentos.

– Legal ouvir em/no:

Quando se reflete no futuro, boa para momentos de decisão….quando decidimos se seremos felizes ou aceitaremos a tristeza.

-Sobre a música/banda:

Eu nunca tinha ouvido falar dessa banda inglesa cujo estilo é denominado Nujazz que de acordo com a Wikipedia:

Nu jazz (também escrito nü-jazz ou NuJazz, é as vezes chamado de electronic jazz, electro-jazz, e-jazz, jazztronica, jazz house, phusion, “neo-jazz” e future jazz), é um termo surgido na década de 1990 para referenciar o gênero jazz misturado com outros elementos e estilos musicais, como o funk, soul music, electronic dance music, e outras improvisações livres.

Eles me lembram bastante Coldplay! Ou sou só eu???

Essa música e esses pensamentos todos me fazem pensar uma série de  coisas soltas que vi, ouvi, senti….e que num todo formam essa idéia de viver: a vida no máximo.

Bom, e por hoje me vou… para finalizar esse texto do Charles Chaplin:

Beijo e hasta outro dia santo!

“Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer antes que o relógio marque meia noite. É minha função escolher que tipo de dia vou ter hoje. Posso reclamar porque está chovendo ou agradecer às águas por lavarem a poluição. Posso ficar triste por não ter dinheiro ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças, evitando o desperdício. Posso reclamar sobre minha saúde ou dar graças por estar vivo. Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria ou posso ser grato por ter nascido. Posso reclamar por ter que ir trabalhar ou agradecer por ter trabalho. Posso sentir tédio com o trabalho doméstico ou agradecer a Deus. Posso lamentar decepções com amigos ou me entusiasmar com a possibilidade de fazer novas amizades. Se as coisas não saíram como planejei posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar. O dia está na minha frente esperando para ser o que eu quiser. E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma. Tudo depende só de mim.”

Publicado em agosto 13, 2011, em Cultura, Música, Música pelo mundo, Poesia e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Poxa brigadaaa.. fico feliz! = D
    Obrigada pela visita, tudo de melhor pra vc!
    hasta

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: