Arquivos do Blog

When i kissed you in the hallway

‎”Falar é completamente fácil,
quando se têm palavras em mente
que expressem sua opinião.
Difícil é expressar por gestos e atitudes
o que realmente queremos dizer,
o quanto queremos dizer,
antes que a pessoa se vá.”

Carlos Drummond de Andrade

Hallo

E ai como anda a sua vida?

HOJE no TSD:  Rewind – Paolo Nutini

Trecho legal da letra:

And I’m drinking stronger spirits
I made my home here on the floor
And I’m losing all ambition and goals
And i’m going all out
And i’m thinking you’re just as bad
 
No sleeping at night

But I’m going from bar to bar……………


 Música recomendada para:
 
Sentir saudade, sofrer por um amor antigo ou novo…. sentir o coração palpitar, e ficar enrolando na cama até o sono chegar.

– Legal ouvir em/no:

Essa música é boa pra ouvir antes de dormir, pensando sobre as coisas que temos em nossas vidas – não iPads, celulares, dinheiros hahaha… mas realmente aquelas coisas sem preço, aquelas coisas sem explicação, ou que não podemos simplesmente entender porque acontece com a gente. 

“Se procurar bem você acaba encontrando.
Não a explicação (duvidosa) da vida,
Mas a poesia (inexplicável) da vida.”

Carlos Drummond de Andrade

-Sobre a música/banda:

Essa música faz parte da trilha sonora do filme PS I love you…e eu como fã do Paolo Nutini não poderia deixar de gostar ^^ 

O trecho que eu mais gosto nessa música é :

No sleeping at night
But I’m going from bar to bar
Or can we just rewind?*
*traduzindo voltar, rebobinar…:
 
– Por que não podemos voltar atrás? 
– Por que não podemos voltar atrás?
– Por que não podemos voltar atrás?

E é  muito triste e doloroso ter esse tipo de sentimento…. e acho que ele expressa isso tão bem nessa música ^^

Hasta outro dia Santo minha gente!

Pra terminar uma música de mesmo nome, mas totalmente diferente…

mas como o intuito é conhecer musicas novas, tamo ahe =)

You will shelter me, my love…and I will shelter you

I wanna love you,  love and treat you right
I wanna love you every day and every night
We’ll be together , with a roof right over our heads
We’ll share the shelter of my single bed
We’ll share the same room yeah, oh jah provide the bread

He-llo

E cá estamos, firmes e fortes a ouvir lindas musicas e refletir na vida

A musica de hoje é dahora…. a voz do cara, principalmente: arrasa!

HOJE no TSD: Ray LaMontagne- Shelter

Trecho legal da letra:

Has anybody ever made such a fool out of you?
It’s hard to believe it
Even as my eyes do see it
The very things that make you live are killing you
Listen when all of this around us’ll fall over
I tell you what we’re gonna do
You will shelter me my love
I will shelter you
Listen when
All of this around us’ll fall over
I tell you what we’re gonna do
Hey you will shelter me my love
I will shelter you
 
 
 
Música recomendada para:

Acho que essa música tem cara de aconchego… e pra mim me passa uma certa dorzinha pq me lembra de um amor antigo hahahahaha

– Legal ouvir em/no:

Em casa…. tomando um chá, se preparando para ler um livro, ou como despertador de celular…..

-Sobre a música/banda:

Eu tenho um pouco de dó desse cantor.. hauhauhauhaua, ele canta bem e apesar de ser moh famoso até nos EUA, ele num faz mto sucesso por aqui… = (

Ray LaMontagne é particularmente conhecido por sua voz rouca, e diz a lenda a sua  afinação da voz vem do diafragma e não do nariz, como acontece com outros cantores.

E assim vou-me indo.. mas antes vou colocar uma cronica que gosto muito, novamente do Vinicius de Morais, que tem tantas coisas graciosas, detalhes interessantes do relacionamento ^^acho que vcs podem gostar!

Hasta outro dia Santo minha gente!

Porque você é uma menina com uma flor e tem uma voz que não sai, eu lhe prometo amor eterno, salvo se você bater pino, o que, aliás, você não vai nunca porque você acorda tarde, tem um ar recuado e gosta de brigadeiro: quero dizer, o doce feito com leite condensado.

E porque você é uma menina com uma flor e chorou na estação de Roma porque nossas malas seguiram sozinhas para Paris e você ficou morrendo de pena delas partindo assim no meio de todas aquelas malas estrangeiras.

E porque você sonha que eu estou passando você para trás, transfere sua d.d.c. para o meu cotidiano, e implica comigo o dia inteiro como se eu tivesse culpa de você ser assim tão subliminar. E porque quando você começou a gostar de mim procurava saber por todos os modos com que camisa esporte eu ia sair para fazer mimetismo de amor, se vestindo parecido. E porque você tem um rosto que está sempre um nicho, mesmo quando põe o cabelo para cima, parecendo uma santa moderna, e anda lento, e fala em 33 rotações mas sem ficar chata. E porque você é uma menina com uma flor, eu lhe predigo muitos anos de felicidade, pelo menos até eu ficar velho: mas só quando eu der uma paradinha marota para olhar para trás, aí você pode se mandar, eu compreendo.

E porque você é uma menina com uma flor e tem um andar de pajem medieval; e porque você quando canta nem um mosquito ouve a sua voz, e você desafina lindo e logo conserta, e às vezes acorda no meio da noite e fica cantando feito uma maluca. E porque você tem um ursinho chamado Nounouse e fala mal de mim para ele, e ele escuta e não concorda porque ele é muito meu chapa, e quando você se sente perdida e sozinha no mundo você se deita agarrada com ele e chora feito uma boba fazendo um bico deste tamanho. E porque você é uma menina que não pisca nunca e seus olhos foram feitos na primeira noite da Criação, e você é capaz de ficar me olhando horas. E porque você é uma menina que tem medo de ver a Cara-na-Vidraça, e quando eu olho você muito tempo você vai ficando nervosa até eu dizer que estou brincando. E porque você é uma menina com uma flor e cativou meu coração e adora purê de batata, eu lhe peço que me sagre seu Constante e Fiel Cavalheiro.

E sendo você uma menina com uma flor, eu lhe peço também que nunca mais me deixe sozinho, como nesse último mês em Paris; fica tudo uma rua silenciosa e escura que não vai dar em lugar nenhum; os móveis ficam parados me olhando com pena; é um vazio tão grande que as mulheres nem ousam me amar porque dariam tudo para ter um poeta penando assim por elas, a mão no queixo, a perna cruzada triste e aquele olhar que não vê. E porque você é a única menina com uma flor que eu conheço, eu escrevi uma canção tão bonita para você, “Minha namorada”, a fim de que, quando eu morrer, você, se por acaso não morrer também, fique deitadinha abraçada com Nounouse cantando sem voz aquele pedaço que eu digo que você tem de ser a estrela derradeira, minha amiga e companheira, no infinito de nós dois.

E já que você é uma menina com uma flor e eu estou vendo você subir agora – tão purinha entre as marias-sem-vergonha – a ladeira que traz ao nosso chalé, aqui nessas montanhas recortadas pela mão de Guignard; e o meu coração, como quando você me disse que me amava, põe-se a bater cada vez mais depressa.

E porque eu me levanto para recolher você no meu abraço, e o mato à nossa volta se faz murmuroso e se enche de vaga-lumes enquanto a noite desce com seus segredos, suas mortes, seus espantos – eu sei, ah, eu sei que o meu amor por você é feito de todos os amores que eu já tive, e você é a filha dileta de todas as mulheres que eu amei; e que todas as mulheres que eu amei, como tristes estátuas ao longo da aléia de um jardim noturno, foram passando você de mão em mão até mim, cuspindo no seu rosto e enfrentando a sua fronte de grinaldas; foram passando você até mim entre cantos, súplicas e vociferações – porque você é linda, porque você é meiga e sobretudo porque você é uma menina com uma flor.


And how am I supposed to live without anyone?

Às vezes é preciso se afastar da pessoa que você ama, mas isso não quer dizer que você a ame menos…. às vezes quer dizer que você a ama ainda mais….

Saudações Terráqueo!

Hoje falando diretamente do mundo da Lua = )

HOJE no TSD:  Sleeping – The Swell Season

Trecho legal da letra:

It’s so simple, and fitting
The path that you are on
We’re not talking, there’s no secrets
There’s just a note that you have gone
And all that you’ve ever owned
Is packed in the hall to go

And how am I supposed to live without you?

A wrong word said in anger and you were gone
I’m not listening for signals
It’s all dust now on the shelf
Are you still working? Still counting?
Still buried in yourself?
And how in the world did we come
To have such an absent love?

 Música recomendada para:
Opa, olha o momento de fossa aí gente = ) eu curto bastante ela para escrever poesia e uns textos ahe…

– Legal ouvir em/no:

Desabafos e caídas dentro da realidade  de nós mesmos…. também recomendaria para fins de relacionamento hahahha caso vc queira mesmo chorar, ficar deprê, lavar a alma, essa música só vem a reforçar….tem que realmente estar num mood meio deprê pra essa música.

-Sobre a música/banda:

Eu acho essa musica bem bonita, como a maioria das musicas do Glen, tem todo aquele sofrer amoroso ^^

Curto bastante os violinos e o piano, e acho um arraso a parte que ele canta lá pelos nos 2:29min pra frente:

And how am I supposed to live without you?
A wrong word said in anger and you were gone
And how am I supposed to live without anyooooooone?
 
Vem a parecer mesmo que ele tá moh sozinho, óin
 
Bom, eu já escrevi aqui num outro dia santo que eu sou fã do Glen Hansard (Swell Season é a banda em conjunto tbm com a Marketá Iglová piano e vocais) e eu acho assim como todo mundo que ele lembra bastante o Cat Stevens realmente… mas o Glen ainda assim é o Glen.
 
Pra quem não conhece o Cat Stevens ele que canta o clássiiiico abaixo que por sinal tbm curto bastante e acho que valha a pena conferir:
 
 
Trecho legal dessa música:
 
I was once like you are now
And I know that it’s not easy
To be calm when you’ve found
Something going on
But take your time, think a lot
I think of everything you’ve got
For you will still be here tomorrow
But your dreams may not

E assim vou-me indo.. mas antes vou colocar um poema há muiiiito tempo  escrito e que acho que combina com esse tema de se perder um amor = )  não reparem minha breguice hahahahha

Hasta outro dia Santo minha gente!

A arte de deixar ir

Mais uma vez e é hora de recuar
Mais uma vez e o amor não pôde chegar
É tempo de voltar àquela antiga solidão
É tempo de reabrir o coração
À procura de novos olhos, novas metas
Novos suspiros, sonhos e descobertas…..
 
Esqueça o telefone, ignore o palpitar
Não pense nisso ao deitar, não peça por isso ao levantar
Liberte-se do que te faz lembrar, nem ao menos permita-se imaginar!
 
 
A arte de deixar ir é paradoxa porque permite levar o que se deseja
Permite instalar o mal que devora
 
Nessa arte não há como se seguir roteiro, não há coreografia
Talvez por isso se presencie tantas quedas,  recaídas e melancolia
Porém se iguala ao restante da arte por mesmo em meio a multidão,  possibilitar ao ser daquilo vivente sentir-se num mundo à parte….
 
Ao contrário de todas as artes não se atua pelo coração, 
e sim pela mente.
Vivendo o que se finge, não deixando transbordar o que se  sente
Parecendo ser  inesquecível, mesmo que se tente diariamente o contrário
Visto que num simples reencontro,  faz crescer tudo de novo… e o coração retorna ao batimento involuntário
 
E assim se insiste, se lamenta, se machuca de novo….
E por fim, após o sofrer decide por não segurar o que  se deve partir
pois sabe bem lá no fundo  que só terá chance de felicidade no mundo se: respirar profundo,  soltar  e deixar ir.