Arquivos do Blog

This city is for strangers, like the sky is for the stars

 “Só há um tipo de amor que dura, o não correspondido..”
-Woody Allen

Heyyyyyyy

Estive com dificuldades de encontrar musicas que mexam comigo recentemente, mas essa de alguma forma trouxe de volta o espírito todo santo dia de volta =D

Tudo bem com você?

NO TSD de hoje:

Gray or Blue – Jaymay

Trecho legal da letra:

And I know the shape of your hands, because I watch ‘em when you talk
And I know the shape of your body ‘cause I watch it when you walk
And I want to know it all, but I’m giving you the lead
So go on, go on and take it, don’t fake it, shake it

 

Música recomendada para:

Se ouvir caso você tenha uma queda por alguém hahahahahha
Recomendo com fone de ouvido (fica ainda mais gostoso de se ouvir os instrumentos delicadamente entrando, os pequenos detalhes dos sons), deitada na cama ou em algum lugar confortável. É daquele tipo de música que não se sente o tempo passar…e que pode dar um replay sem enjoar

– Legal ouvir em/no:

Lugares calmos, em que você possa estar aberto para pensar na sua vida. Ou enquanto espera pacientemente aquele alguem pelo qual vc tem uma queda  te dar uma chance.

-Sobre a música/banda:

Essa musica encontrei através do compartilhamento de um amigo (Valeu Dieguito!) e por isso que eu amo quando as pessoas compartilham as coisas! =D

Me fez encontrar essa doce belezinha…

Não pude encontrar nada de muito interessante pra falar a nivel de info sobre a musica e quanto a cantora ela é da nova geração do indie nova iorquino ^^
 
Uma coisa que me chamou atenção de uma maneira geral foi a letra- parece retirada de uma folha de diário ^^
Sabe aquele tipo de letra que pode se encaixar na vida de qualquer um… ou que poderia acontecer?
…pois é, ela traz coisas do dia a dia de uma maneira muito próxima, simples e pessoal.
 
Conta a historia de alguem, que está com outro alguém mas quem ela realmente quer também tem um outro alguém.
O tão conhecido amor não correspondido
E isso é triste =/
 
“I can’t keep staring at your mouth without wondering how it tastes
I’m with another boy; he’s asleep, I’m wide awake
And he tried to win my heart, but it’s taken time..”
 
É aquela historia na qual se tenta preencher uma pessoa com outra.
É aquela história na qual parece que só se seria feliz com aquela pessoa, mesmo namorando alguém legal, alguem mais bonito, mais inteligente,  mais tudo… você ainda trocaria tudo isso pela outra pessoa.
E ai você encontra a pessoa dos seus desejos e  fica maginando o gosto da boca dela.  E olha pra ela e sabe o jeito das mãos e do corpo…oh god why?
 
Muito triste amor não correspondido… mas a lição que sempre tentei tirar dos meus amores não correspondidos – é triste de acreditar e aceitar, mas alguém melhor te espera =)
Mas é claro, que no fundo de alguma forma sempre fica aquela sensação de “como seria se tivesse acontecido”, mas que deve ser tratato como tudo na vida, que é assim mesmo…ao escolher uma qualquer coisa, se perde uma outra com  resultados e caminhos que nunca saberemos!
 
E você? Como lida ou lidou com isso?
 

Hasta outro dia santo!

Beijoooo

Pra terminar um texto (meio exagerado confesso hahahahah) que tinha escrito um tempão atrás e que esse papo me lembrou dele! Foi feito para um amor não correspondido e muito sonhado, e hoje superado =)

 “Queria poder te dar meu sorriso inteiro,  ou talvez meu olhar mais profundo.
Queria poder te falar ao ouvido coisas que eu nem sei,
mas que ás vezes preenchem e iluminam os segundos.
Queria poder olhar o céu ao seu lado
e agradecer pelo não saber que nos rodeia
e que torna até o sabido desconhecido algo
digno de respeito e admiração, mesmo que não se conheça de fato…
mesmo que não haja explicação…
Poder enfim te fazer perceber que há algo maior que a vida
e que isso se demonstra quando os olhos se encontram.
E te tocar com um sentimento,  te mostrar com um beijo
te abrir a mente  e o seu coração com os olhos fechados…”

 

Anúncios

Oh, who believes in fate anyway?

As pessoas entram em nossa vida por acaso, mas não é por acaso que elas permanecem.
Lilian Tonet

Oiiiiii

No TSD de hoje um a música que estou viciada.

Poxa.. eu tenho estado com muita vontade de vir aqui escrever algo.. mas estão me faltando boas músicas para isso,

e agora que finalmente encontrei uma que toca o meu coração – cá estou.

NO TSD de hoje: 

Snakes And Ladders – Basia Bulat

Trecho legal da letra:

When only you could be the one
to win out over me,
when it isn’t just a game. It’s the way we come undone.
What a perfect taxi town. How we dance around and,
oh oh, like we didn’t even notice, oh oh oh.
I love the way we come undone

Música recomendada para:

Ai… essa música ao mesmo tempo que tem um ritmo até dançante, me passa um fundo triste. Então acho que
recomenda-se para quando vc está meio triste mas tentando reagir.

– Legal ouvir em/no:

Dançar no quarto… ou para ouvir num dia ensolarado enquanto caminha pela grama.

-Sobre a música/banda:

Eu não conhecia essa cantora canadense, foi indicação de uma amiga (Obrigada Claudia Resende) mas to pra te falar que ela tem potencial para ganhar meu coração. ^^

Estava vendo outras músicas dela e ela é me lembra bastante Beirut, (<- vale ouvir essa tbm) um Beirut de saia e com menos instrumentos, mas Beirut … embora ela não seja inteiramente folk.

Achei interessante o lance do “Snakes and Ladders”… (Cobras e escadas) me passou uma idéia daquela tentativa que às vezes temos de tentar resistir a uma pessoa irresistivel….isso já aconteceu com vc?

Fiquei imaginando.. ainda mais depois de saber que existe mesmo esse joguinho de Serpentes e escadas e sei lá é como se num local existisse uma cobra rastejando pelo chão… e obviamente uma escada hahaha… caso haja medo, ou a impossibilidade de enfrentar a cobra – tudo o que te restará é subir a escada.

A principio pode resolver, mas uma hora você vai ter que descer… enfrentar… ou pode ser que a cobra decida por subir….

E assim…. vai se vivendo o tal jogo de amor que ela cita na música. 

Mas num sei.. sinto um certo medinho da “personagem”…parece que é como se ela sentisse que finalmente encontrou aquela  pessoa que ao mesmo tempo te atrai e te assusta…Atrai porque é capaz de jogar o seu jogo e assusta, porque ela pode vencer o jogo que você insiste em jogar…e que pensa em vencer sempre.

Enfim!

Essa é a impressão que tenho dessa letra.

=) to viajando neh? =D hahahhaha mas realmente queria saber o que ela tinha em mente!

Hasta outro dia santo!

Beijoooo

Pra terminar uma frase: “O amor é o único jogo no qual dois podem jogar e ambos ganharem.” 
(Erma Freesman)


“…e aos vinte e nove, com o retorno de Saturno, decidi começar a viver…”

 
Não acrescente dias a sua vida, mas vida aos seus dias.
Harry Benjamin

Oiiiiii

Como anda a vida?

Espero que bem! 

NO TSD de hoje: 29 – Legião Urbana

Trecho legal da letra:

Perdi vinte em vinte e nove amizades
Por conta de uma pedra em minhas mãos
Me embriaguei morrendo vinte e nove vezes
Estou aprendendo a viver sem você
(Já que você não me quer mais)

Passei vinte e nove meses num navio
E vinte e nove dias na prisão
E aos vinte e nove, com o retorno de Saturno
Decidi começar a viver.

Quando você deixou de me amar
Aprendi a perdoar
E a pedir perdão.  (que linnnndoooo ^^)
(E vinte e nove anjos me saudaram
E tive vinte e nove amigos outra vez)

Música recomendada para:

Essa musica é recomendada para meditação…. me lembra um pouco de alguma forma – tirando o rock nela presente – algo como uma oração. 
(O unico defeitinho dela pra mim que é muiiito curta)

– Legal ouvir em/no:

Essa música me remete a algum lugar místico…. mas acho tbm tem cara de  sol mas com vento (pras cortinas bem claras ficarem balançando hahaha)  e um céu de brigadeiro 🙂

-Sobre a música/banda:

Ihhhh essa musica é veinhaaaaa…

Uma curiosidade da musica:

A questão dos 29 talvez tenha sido toda construída nessa questão:

O retorno de saturno!

Enquanto que a Terra demora 365 dias para dar uma volta ao redor do sol, Saturno demora aproximadamente 29 anos terrestres,  ou seja, 1 ano de Saturno = 29 anos da Terra…. Assim e retorno de Saturno está relacionado com a maturidade.

O trecho o Retorno de Saturno, tbm é um fenômeno  descrito pela astrologia:

“Saturno demora cerca de 29 anos para percorrer sua órbita e voltar ao ponto em que se encontrava no dia do nascimento do indivíduo; considera-se, então, que os vinte e nove anos de vida marcam o início de uma nova fase na vida de cada pessoa”. 

PS: Renato Russo completou 29 anos em 1989, o mesmo ano do lançamento do álbum “As Quatro Estações” album com a faixa 29.

 Pra fechar o tema de hoje um texto anônimo, ao que parece, mas que achei bonito e verdadeiro….E que combina com a musica no sentido  que a nossa vida é essa coisa cheia de fases…algumas melhores que outras, ou simplesmente diferentes…mas um todo indescritível ^^

Hasta outro dia santo!

Beijoooo

Todos temos tempo.

Tempo para crescer, tempo para ouvir, tempo para pensar, tempo para ser solidário.

Tempo para ser feliz, tempo para ser triste, tempo para amar, tempo para respeitar.

Tempo para sorrir, tempo para chorar, tempo para estar junto, tempo para estar só.

Tempo para aprender, tempo para errar, tempo para acreditar, tempo para recomeçar.

É tudo uma questão de tempo.

É um verdadeiro ciclo, cada tempo no seu devido momento, mas todos presentes em uma única essência. 

Há aqueles que não acreditem em alguns.

Há aqueles que tem medo de ser, de sentir.

Há aqules que te levam, e outros que trazem.

 

Porém, todos temos tempo, para todas as coisas.

I love your delicate way

 

“E a doçura é tanta que faz insuportável cócega na alma. Viver é mágico e inteiramente inexplicável”.

Clarice Lispector

HOJE no TSD:  

Cherry Red – Bee Gees

Trecho legal da letra:

I wonder why (wonder why)
The stars that night shine big and bright for me 
I wonder why (wonder why)
She’s true to me the way that she will always be

Cherry red , sweeter than the honeycomb
Sweeter still when we’re alone 
Cherry red , my cherry red

 

-Música recomendada para:

Trazer uma nostalgia para si… pensar e formular sobre um passado em que não se viveu.

Ou ainda relembrar o que foi bem vivido 🙂

– Legal ouvir em/no:

Ouvir depois de um jantar, enquanto se lava delicadamente as taças de vinho.

-Sobre a música/banda:

Essa música eu ouvia aos domingos por meio dos meus pais, com seus velhos discos
empoeirados porém cheios de inigualável magia dos tempos passados. =)
 

Beijo no olho! ; ) E hasta outro dia santo

Baseado no trecho:
“I wonder why (wonder why)
The stars that night shine big and bright for me “:

“Além da Terra, além do Céu,
no trampolim do sem-fim das estrelas,
no rastro dos astros,
na magnólia das nebulosas.
Além, muito além do sistema solar,
até onde alcançam o pensamento e o coração,
vamos!
vamos conjugar
o verbo fundamental essencial,
o verbo transcendente, acima das gramáticas
e do medo e da moeda e da política,
o verbo sempreamar,
o verbo pluriamar,
razão de ser e de viver”.

Carlos Drummond de Andrade

Like good questions never asked

“Quem olha para fora, sonha; quem olha para dentro, desperta.” (Carl Young)

He-llo

E ai?

Moh tempo que não vinha aqui.. e isso me faz cair  naquele pensamento que vc tem que encontrar tempo para fazer o que gosta… porque senão… vai indo pela vida e quando vê, o tempo já foi e com ele a oportunidade de fazer as coisas que o fazem ou poderiam te fazer verdadeiramente feliz.

E esse é meio que o tema de hoje no TSD =)

HOJE:

Blessed To Be A Witness – Ben Harper

Trecho legal da letra:

Some have flown away
And can’t be with us here today
Like the hills of my home
Some have crumbled and now are gone
Gather around for today won’t come again
Won’t come again
 
So much sorrow and pain
Still I will not live in vain
Like good questions never asked
Is wisdom wasted on the past
Only by the grace of God go I
Go I
 
 
 

 Música recomendada para:

Ir pra praia, ou viajar… mas é recomendada para dias de verão, leves e soltos.

– Legal ouvir…

De manhãzinha…. com os raios de sol bem bonitos despontando =)

-Sobre a música/banda:

Bom… conheci essa musica em 2006, e ela faz parte do album “Diamonds on the inside” (2003) do Ben Harper.

Nesse album, além da faixa de mesmo nome, indicaria também She’s only happy in the sune  como um todo o cd tem um clima bem leve e pra mim praiano… bom pro verão.

Nessa musica em especial gosto muito do trecho que faz parte de um paragrafo bem reflexivo:

Gather around for today won’t come again
Won’t come again…

E apesar de obvio, e de sabermos disso desde que nascemos (a morte e os impostos são a unica certeza)… é uma verdade que teimosa e inocentemente, muitos de nós acaba por esquecer. =/

Por isso, como ainda não disse FELIZ 2012 aqui, fica essa a mensagem =) vamos aproveitar muito… como acho que já disse outras vezes – façamos da vida algo digno de um ser eterno! 

Se, ao fim de meus dias,
Continuar
Sem escutar, sem entender, sem atender,
Sem realizar o Cristo, que,
Dentro de mim,
Eu Sou,
Terei me perdido na multidão abortada
Dos perdulários dos divinos talentos,

Os talentos que a Vida
A todos confia,
E serei um fraco a mais,
Um traidor da própria vida,
Da Vida que investe em mim,
Que de mim espera
E que se vê frustrada
Diante de meu fim.

Se tudo isto acontecer
Terei parasitado a Vida
E inutilmente ocupado
O tempo
E o espaço
De Deus.
Terei meramente sido vencido
Pelo fim,
Sem ter atingido a Meta.

“Se” – Hermógenes

Hasta outro dia Santo minha gente!

Mas antes um outro textinho tbm que curto: 

Quase…

Ainda pior que a convicção do não e a incerteza do talvez é a desilusão de um quase.

É o quase que incomoda, que entristece, que mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi.

Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou não amou.

Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que

se perdem por medo, nas idéias que nunca sairão do papel por essa

maldita mania de viver no outono.

Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna; ou

melhor não me pergunto, contesto.

A resposta eu sei de cór, está estampada na distância e frieza dos

sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos “Bom dia”, quase que

sussurrados. Sobra covardia e falta de coragem até pra ser feliz. A paixão

queima, o amor enlouquece, o desejo trai. Talvez esses fossem bons motivos

para decidir entre a alegria e a dor, sentir o nada, mas não são.

Se a virtude estivesse mesmo no meio termo, o mar não teria ondas, os

dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza. O nada não ilumina,

não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz

dentro de si.

Não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance;

para as coisas que não podem ser mudadas, resta-nos somente paciência.

Porém, preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a

oportunidade de merecer. Pros erros há perdão; pros fracassos, chance;

pros amores impossíveis, tempo.

De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance

cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance. Não deixe que a saudade

sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar.

Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que

sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora

quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.

Luiz F. Veríssimo


I’ll love you for a thousand more

Faça da sua vida aquela louca história que você sempre quis ler.

oiii!  = P

No TSD de hoje:

Christina Perri – A thousand years

Trecho legal da letra:

Heart beats fast
Colors and promises
How to be brave
How can I love when I’m afraid to fall
But watching you stand alone
All of my doubt suddenly goes away somehow
One step closer

I have died everyday waiting for you
Darling don’t be afraid I have loved you
For a thousand years
I’ll love you for a thousand more

Música recomendada para:

Pra se sentir vivo,  acreditar que tudo vem ao seu tempo e que quando as coisas esperadas chegam (as boas e verdadeiras) são eternas!

– Legal ouvir em/no:

Dançar na sala,  do nada com aquela pessoa especial que é aquela capaz de parar o tempo.

-Sobre a música/banda:

Essa música é tão fofa… eu quando a ouvi no filme Crepusculo não dei muito valor… mas depois a ouvindo devagar peguei um carinho por ela…=)

Se vc olhar a letra ela foi inspirada realmente no filme..ter esperado vários anos por um amor, não deixar que nada estrague.. e talz.. (ps: não sou muito fã de Crepusculo but)

 Um trecho que curto  é:

“I will be brave
I will not let anything take away
What’s standing in front of me
Every breath
Every hour has come to this…”  e me lembrou do texto do filosofo Osho, me traz aquele sentimento de se viver o amor sem medo, com todo o coração:

“A palavra coragem é muito interessante. Ela vem da raiz latina cor, que significa “coração”.

Portanto, ser corajoso significa viver com o coração. E os fracos, somente os fracos, vivem com a cabeça; receosos, eles criam em torno deles uma segurança baseada na lógica. Com medo, fecham todas as janelas e portas – com teologia, conceitos, palavras, teorias – e do lado de dentro dessas portas e janelas, eles se escondem.

O caminho do coração é o caminho da coragem.

É viver na insegurança, é viver no amor e confiar, é enfrentar o desconhecido.

É deixar o passado para trás e deixar o futuro ser. Coragem é seguir trilhas perigosas. A vida é perigosa. E só os covardes podem evitar o perigo – mas aí já estão mortos.

A pessoa que está viva, realmente viva, sempre enfrentará o desconhecido. O perigo está presente, mas ela assumirá o risco. O coração está sempre pronto para enfrentar riscos; o coração é um jogador. A cabeça é um homem de negócios. Ela sempre calcula – ela é astuta. O coração nunca calcula nada …” 

Hasta outro dia! E vamos viver como se fossemos seres eternos.

Porque pra mim tudo que é nobre, grande e verdadeiro é eterno =)